Perguntas-respostas sobre o Banco de Esperma

Como proceder para efetuar uma congelação de esperma?

Pedimos-lhe que entre em contacto com o laboratório pelos números 26333-3347 ou 26333-3372, de manhã, de segunda a sexta-feira, para combinar o dia em que se fará a congelação. Não se esqueça de pedir uma receita ao médico que o envia.

No dia acordado, ser-lhe-á pedido para vir pessoalmente ao laboratório a fim de proceder à colheita da amostra de esperma.

No local, verificaremos da sua identidade e, após uma pequena reunião explicativa connosco, será convidado a assinar um contrato.

De igual modo, ser-lhe-á pedido que se sujeite uma análise de sangue (procura de anticorpos dirigidas contra os vírus das hepatites B e C e contra a sida) por razões de segurança que, certamente, compreende facilmente.
Esta análise de sangue é obrigatória.

 

Quais são as despesas geradas por uma congelação?

O esperma conservado será restituído por mão própria à pessoa que efetuou o depósito.
Nenhuma palheta será entregue a um terceiro (incluindo o médico que pratica a inseminação) sem o consentimento por escrito do depositante.

 

Quem está autorizado a levantar as palhetas?

O esperma conservado será restituído por mão própria à pessoa que efetuou o depósito.
Nenhuma palheta será entregue a um terceiro (incluindo o médico que pratica a inseminação) sem o consentimento por escrito do depositante.

Atenção! As inseminações post-mortem não são aceites, que haja ou não um documento escrito.

 

Quem é responsável pelas palhetas após a sua entrega?

Logo que saia do nosso laboratório levando as palhetas, já não somos responsáveis no que respeita à sua manutenção em bom estado de utilização, mesmo se podemos ajudá-lo, na entrega, fornecendo-lhe instruções e emprestando-lhe material adaptado pelo transporte até ao consultório médico em que se realizará a inseminação.

 

Que fazer se se desejar uma destruição das palhetas?

O pedido de destruição das palhetas deve ser dirigido ao laboratório de espermiologia.

Há duas maneiras de renunciar à conservação do seu esperma, mas apenas é válido o formulário de pedido de destruição que foi concebido pela clínica:

  • ele pode ser preenchido directamente no laboratório pelo doente;
  • ele deve ser pedido pelo doente ao laboratório de espermiologia e devolvido no prazo mais curto possível. A data de receção do formulário faz fé, todo o mês de conservação começado é devido e o formulário deve nos chegar 10 dias antes do início do mês seguinte.

Após a destruição das suas palhetas, enviar-lhe-emos um aviso que lhe confirmará que o seu pedido foi concluído.

 

Durante quanto tempo é preciso conservar as palhetas?

Esta decisão cabe-lhe a si, mas a boa prática diz que, em geral, não se ultrapassa uma duração de dez anos.

 

As despesas são reembolsadas pelas Caixas de Seguro de Doença?

 

As despesas de congelação e de armazenamento não são cobertas pelas Caixas de Seguro de Doença e podem ser sujeitas a uma revisão.

 

 

É preciso avisar o laboratório em caso de mudança de morada?

A resposta é sim, pois tem que ser possível enviar-lhe anualmente uma fatura.
É preferível comunicar-nos esta mudança por escrito.

 

O que deverá fazer a família e caso de falecimento do depositante?

Enviar-nos uma cópia da certidão de óbito, após o que procederemos à destruição das palhetas.

 

O que acontece em caso de não pagamento das faturas?

O serviço de contabilidade da Clínica procederá como com qualquer outro tipo de fatura não paga. Além disso, reservamo-nos no direito de não conservar as palhetas para as quais as faturas continuem por pagar.

 

Como são identificadas as palhetas que contêm o meu depósito de esperma?

Cada palheta contém uma vareta de cor rodeada por uma etiqueta que está fechada num compartimento estanque, selada termicamente. O número que lhe foi atribuído figura apenas no rótulo. A cor da vareta permite diferenciar as palhetas de lotes diferentes.

Este número figura igualmente no seu processo e no pedido que preencheu antes da primeira congelação. A identificação das palhetas de alta segurança que utilizamos têm um conteúdo e uma identificação invioláveis.

 

Como posso estar seguro que as minhas palhetas de esperma não serão utilizadas sem o meu conhecimento?

Após a congelação, receberá um relatório que indica o número e quantidade de palhetas em depósito connosco. A gestão das palhetas faz-se num quadro de procedimentos de controlo muito rigorosos. Se fizer o pedido, podemos enviar-lhe as palhetas que deixou de querer conservar.

 

Como posso estar certo que as palhetas que me são entregas para inseminação da minha cônjuge são mesmo as minhas?

Como acima mencionado, o controlo é rigoroso. As palhetas que lhe são enviadas têm que mencionar o número que lhe foi atribuído no início e ser do código de cor que foi mencionado no nosso inventário.

 

Não pode haver problemas de contaminação de palhetas?

Atualmente, utilizamos palhetas seladas termicamente, ditas de alta segurança.

A congelação e gestão da conservação fazem-se com a ajuda do material mais moderno e mais seguros que existe atualmente no mercado. Os nossos procedimentos foram objeto de um estudo profundo em matéria de segurança e higiene.